Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jornal Online 'efepe' / sindical

Jornal Online 'efepe' / sindical

«Os "incomodados" ... devem se retirar !!! »

por efepe, em 30.10.16

 

Por ao longo dos quarenta anos da EDP, nunca antes ter acontecido, a

"REBELIÃO SINDICAL" 

ocorrida aquando do processo negocial da Tabela Salarial e das Cláusulas de Expressão Pecuniária, para vigorar entre o dia 01 de Janeiro de 2016 e o dia 31 de Dezembro de 2016, e que se resume à tomada de uma posição sindical "concertada" e "conjugada" de 

um "nós" ou um "eles"

em que,

                       - o "nós" seriam todos os elementos das Comissões Negociadoras Sindicais

                         da ASOSI, da Fiequimetal, do Sindel e do Sinergia, 

enquanto que,

                       - o "eles" seriam todos os elementos da Comissão Negociadora do Sinovae.

 

É simplesmente, RIDÍCULA e LAMENTÁVEL !!!

 

As Comissões Negociadoras Sindicais (mais antigas), através da "coacção" e da "pressão" junto da Comissão Negociadora da EDP, exerceram a "INTIMIDAÇÃO"  sobre uma outra Comissão Negociadora Sindical ("acabadinha" de ser criada).

 

Pela simples razão ...

de a Comissão Negociadora da EDP estar a convocar a Comissão Negociadora Sindical do Sinovae, para as "reuniões plenárias" da Tabela Salarial e Cláusulas de Expressão Pecuniária, sem que o  Acordo de Adesão assinado entre a EDP e o Sinovae, ainda não tivesse sido publicado em Boletim do Trabalho e Emprego (BTE). 

 

É simplesmente, RIDÍCULO e LAMENTÁVEL !!!

Num país livre e democrático, como é o caso (ainda) de Portugal, 

 

O resultado prático da "Rebelião Sindical" seria a interrupção do processo negocial durante quinze dias. Com "prejuízo" evidente (no retardar da conclusão do processo negocial), para os trabalhadores do Grupo EDP.

 

E após conversações,

entre a Comissão Negociadora da EDP e a Comissão Negociadora Sindical do Sinovae, em busca de uma solucão pacífica, gerar-se-ia uma "espécie" de Segunda Mesa de Negociações. 

 

É simplesmente, HISTÓRICO !!!

 

E, quiçá, o momento "MAIS EMBLEMÁTICO" do ano sindical de 2016.

E, senão, um "marco de viragem" do Movimento Sindical nas empresas do Grupo EDP.

 

Muito por "influência" ...  

de uma "nova dinâmica sindical" trazida pelo Sinovae-Sindicato da Inovação Energética, para o interior das empresas do Grupo EDP.

 

Que desde a "primeira hora" ...

se tem vindo a comprometer com a "possibilidade-real" (de no ano de 2017), se iniciar um processo negocial, que nos conduza ao RESGATE da versão do ACT/EDP 2014.

 

É por toda esta "nova situação" que ...

Quer uns quantos "pseudo-sindicalistas", quer uns quantos "sindicalistas" (que se julgam "proprietários" dos tempos inteiros, pericialmente "extraídos" do Crédito de Horas, que o ACT/EDP "concede", em nome de uma "paz social", demasiadamente e profundamente "apodrecida"), que andam dessassossegadamente "alvoçarados" e "alarmados" com a NOVA DINÂMICA do Sinovae.

 

Ora ...

 

- TODOS os que tiveram o "privilégio" de assistirem ...

- à "Rebelião Sindical de TODOS contra o Sinovae ...

- mas dinamizada "primodiarmente" pelo Sindel ...

 

- com uma maior ou uma menor dificuldade ...

- será "possível" e também "perceptível" ...

- estabelecerem uma relação directa e/ou mesmo uma relação indirecta ...

  

- à "ADVERSARIEDADE" e mesmo à  "INIMIZADE" ...

- evidenciada pelo principal "dinamizador" ...

- o "pseudo-sindicalista" Rui Miranda do Sindel ...

-  para comigo (enquanto "sindicalista" do Sinovae) !!!

 

Em suma,

 O SINOVAE foi muito "MAL RECEBIDO"

pelos restantes "parceiros sociais" !!!

 

 

Mudando agora de tema ...

 

Nesta semana (que hoje termina), e mais precisamente na última quarta-feira (26 de Outubro de 2016), à Mesa das Negociações do Grupo EDP, registar-se-ia mais um acontecimento pouco "usual":

 

O "abandono" do Sindel ... 

(enquanto Sindicato, e não enquanto Comissão Negociadora Sindical)

da Mesa das Negociações

 

agora, no âmbito do processo negocial para atribuição do Subsídio de Estudo para Descendentes de Trabalhadores e Pensionistas (beneficiários do ACT/EDP 2000).

 

Confesso que ...

Após trinta e quatro anos de sindicalista, jamais imaginei "assistir" na Mesa das Negociações (do Grupo EDP), ao seguinte:

 

- a CNS/Sindel (tradicionalmente, consensual e negociadora) a fazer o "papel sindical" da CNS/Fiequimetal (tradicionalmente, irredutível e resistente à mudança);

 

e, ao vice-versa também:

- a CNS/Fiequimetal a fazer o "papel sindical" da CNS/Sindel.

 

Tanto é ...

Que no seu comunicado do dia 27 de Outubro de 2016, o Sindel referencia: « ... o sinal de que os "ventos de mudança" sopram arrasadores ».

 

Finalmente  ...

Quanto ao "comportamento" (do "pseudo-sindicalista" Rui Miranda à Mesa das Negociações), sou de opinião, que na quarta-feira (26-10-2016) se registou mais uma vez o "velho" ditado popular:

 

« Os "incomodados" ...

devem se retirar !!! ».

 

ManuelCosta.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos