Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jornal Online 'efepe' / sindical

Jornal Online 'efepe' / sindical

FALAR CLARO ... sobre matérias "mutualistas" na EDP (2)

por efepe, em 27.05.17

Continuação do post

FALAR CLARO ... sobre matérias "mutualistas" na EDP (1)

 

18765704_144270889450953_243779622315392819_n.jpg

Pois ...

Enquanto as "estratégias sindicais" forem isoladas,

como recentemente aconteceu no Fim da Gratuitidade do

Campo de Férias e na Terceirização da tarefa administrativa

referente às Despesas de Reembolso dos Actos Médicos,

e sem qualquer tipo de "resistência" ...

os "mutualistas" da EDP (Reformados, Pensionistas e

Trabalhadores, e respectivos agregados familiares)

vão continuar a assistir "impávidos e serenos" ao

"ROUBO" DE DIREITOS ADQUIRIDOS,

que está sendo promovido pela EDP,

sem o mínimo respeito pela História de um punhado

de homens e mulheres, que tudo deram de si,

para levar a Electrificação a todos os pontos do país.

E NINGUÉM ... "IMPEDE" NINGUÉM,
DE "CRIMINALIZAR" A CONSTITUIÇÃO !!

Recorda-se que os Direitos Adquiridos,

estão protegidos na Constituição Portuguesa.

(Miranda Rosa - 31-05-2017)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

 (copiado da pagina facebook de Fernando Castelo)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

 EDP NÃO RESPEITA OS DIREITOS ADQUIRIDOS
previstos na Constituição Portuguesa.

(Fernando Castelo - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Mas isso é claro e não se esperava outra coisa.....

Ah se fosse o benfica a descer de divisão....

o assunto era logo tratado, saía tudo à rua.......

mas como não é, não tem problema....

(Fernando Castro - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

... e se fosse o Clube do BdC?

(Fernando Castelo - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

esse não porque não arrasta tanta gente,

mas o que eu disse em relação ao benfica,

serve para todos os outros.....

(Fernando Castro - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Foto de Rui De Castro Cordeiro. 

(Rui de Castro Cordeiro - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Com todo o respeito não vejo nenhuma lógica

em trazer o futebol a colação deste assunto que de âmbito laboral

(Francisco Costa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Ao que me parece( bem gostaria que não fosse) mas leva-me 

a crer que vai ser irreversível esse assunto dos reembolsos

para outra empresa sendo assim tornava-se mais útil a divulgação

de quem de direito um exemplar preenchido para reembolsos

de familiares para os eventuais trabalhadores e reformados

que vão ter diificuldade no preenchimento dos impressos.

(Francisco Costa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Quanto à "irreversibilidade" do assunto,

também penso igual ao Francisco Costa.

Pela simples razão, que logisticamente falando,

qualquer "pontapé de saída" de iniciativa externa às Estruturas

Representativas de Trabalhadores, será um fracasso organizacional.

Por outro lado, o SILÊNCIO DOS SINDICATOS é bem elucidativo.

(Fernando Pegas - 31-05-2017) 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

 (copiado da pagina facebook de Amigos EDP Distribuição)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

A multiplicação de sindicatos mais a não adesão dos mais jovens,

conduziu-nos ao estado atual, infelizmente.

(Manuel Luis Sousa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Sobre a não adesão dos mais jovens,

tenho uma ideia diferente.

Primeiro, de que ainda nada foi feito pelos Sindicatos,

de modo a que estimulassem os jovens a aderir.

Segundo, o que se viu no processo negocial

que daria origem ao ACT/EDP 2014,

foi o da empresa "dividir" os trabalhadores

em dois tipos de beneficiários:

Os beneficiários do ACT/EDP 2000

e os beneficiários do Plano Flex,

com toda a complacência de todos os parceiros sociais sindicais.

O que isto significa, para mim, é que os jovens foram "ostracizados"

por todas as partes outorgantes do ACT/EDP.

E isto, os jovens não esqueceram e não esquecem.

(Miranda Rosa - 31-05-2017)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

 (copiado da pagina facebook de Amigos EDP Setubal)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

A minha idade não me permite estar na linha da frente,

mas estou disponível dentro das minhas limitações.

(António Sousa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

A culpa nunca morre só.

Já aqui o disse que a empresa promoveu mecanismo

para dividir os trabalhadores, tais como as supostas avaliações,

que de avaliação não tem nada, as acelerações de carreira etc.

Quem foi beneficiado calou-se os que nem foram nem prejudicados

nem benificiados também se calaram os que se sentiram prejudicados

protestaram mas de nada lhes valeu.

A existência de vários Sindicatos não ajudou.

Neste momento a maior parte dos trabalhadores

disposto a lutar ou estão na reforma ou na pré reforma.

Outros continuam a receber rebuçados e como tal estão bem

e calam-se, esquecem-se que um dia as coisas mudam

e pode ficar mal para o lado deles.

Uma grande parte dos que entraram agora já não

benificiaram da maioria dos benificios adiquiridos.

Portanto a empresa neste momento está como quer.

Houve uma altura em que foi dado valor aqueles que

guindaram a empresa ao lugar aonde ela está.

Só que quem está em cima já se esqueceu de tudo isso

e neste momento nós não passamos de meros números.

Agora só interessa os números.

nem os clientes já são importantes,

e a empresa nem se dá ao cuidado de fazer uma sondagem

para ver o grau de satisfação dos mesmos.

A sorte é a concorrência não ser efectiva.

A nossa rede só está preparada para um produtor

para um transportador e um distribuidor.

De maneira que com a conivência do tribunal de trabalho

e governos a empresa está como quer

pois a maioria dos trabalhadores anda amedontrados.

É o progresso.

(José Domingos Martins Marques - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Os sindicatos da UGT foram criados para tirar

a força e a influência da CGTP

tendo na sua génese como consequência natural

a defesa do patronato ao dividir os trabalhadores

a partir daí tornou-se numa instituição com carácter

neo- liberal que mantenha os privilégios da classe mais privilegiada.

(Francisco Costa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

SINDEL 3 décadas a destruir direitos e regalias

dos trabalhadores da EDP.

NOJO de sindicato e de sindicalistas.

(João Alegria - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Hoje em dia o "dividir para reinar" não são as resultantes

das divergências entre os sindicatos da CGTP e os sindicatos da UGT.

Porque "habilidosamente" a EDP criou um estatuto próprio

- o de "mais representativo de trabalhadores" -

para satisfazer e facilitar a acção sindical das Comissões Sindicais

da Fiequimetal (que congrega os sindicatos da CGTP)

e do Sindel (que congrega os sindicatos da UGT),

a troco do "esvaziamento" de competências da

Comissão de Trabalhadores da EDP,

por efeito da Revogação do EUP/EDP.

Enquanto, as Comissões Sindicais Independentes

(as não afectas a qualquer Central Sindical),

quase foram "obrigadas" (pela EDP)

a prestarem vassalagem sindical às

Comissões Sindicais com o "estatuto" de

Mais Representativas de Trabalhadores.

(Miranda Rosa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Entretanto, e por efeito da Perda de Direitos e Regalias,

a entrada em vigor do ACT/EDP 2014,

daria origem à DISSIDÊNCIA,

quer de quadros sindicais, quer de associados,

quer dos sindicatos afectos à CGTP,

quer dos sindicatos afectoa à UGT.

Razão porque surgiram Sindicatos Novos e,

principalmente, a razão da taxa de sindicalização na EDP

ter diminuído para valores nunca antes verificados na EDP.

Actualmente, no intervalo 35% a 40%.

Se juntarmos a tudo isto,

o OSTRACIZAR dos jovens beneficiários do Plano Flex EDP,

compreenderão agora melhor o GRAU DE DIFICULDADE

de uma Mobilizaçao, que satisfaça os interesses de todos.

(Miranda Rosa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Concordo consigo Francisco Costaapenas na parte final

(na referencia que faz ao caracter neo-liberal).

Mas, também o Sindel se tornou uma instituição com caracter neo-liberal,

exclusivamente, interessada em manter os "privilégios" adquiridos por um lado,

e os "vícios" adquiridos por outro, de uns quantos da classe dirigente executiva.

O Sindel, já não é, há muito tempo, de "caracter socialista",

como esteve na sua origem em 1979, por efeito da Carta Aberta.

Para concluir, no interior do Sindel, a Democracia já não existe,

há alguns anos a esta parte.

(Fernando Pêgas - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Concordo consigo Miranda Rosa, no que diz respeito ao ostracizar

dos jovens beneficiários do Plano Flex EDP.

Todos os sindicatos são "cumplices" na Escravidão Moderna

que está já atingir os Jovens Flex, e as suas familias.

Neste particular, terei que copiar as palavras de Joao Alegria,

"NOJO DE SINDICATOS E DE SINDICALISTAS".

Com a ressalva, de algumas excepções, no caso de Sindicalistas.

(Fernando Pêgas - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Sempre fui associado do SIESI-CGTP,

nunca me interessou o Sindel para nada,

serviram sempre para furar as greves do SIESI,

Acho que actualmente é uma instituição de cariz perfunctório.

(Francisco Costa - 31-05-2017)

-------------------------------------------------------------------------------

Para nos situar-nos, diria ao Francisco Costa,

que servi o Sindel desde os finais de 1982, até Novembro de 2015.

E sei na perfeição do que falo, sobre o Sindel,

ao ponto de concordar consigo, quando diz 

que actualmente o Sindel é uma instituição de cariz perfunctório,

devido a toda uma "escola" de arrogância da responsabilidade

do actual Secretario Geral.

Que através de métodos muito pouco dignos,

tem alcançado a satisfação dos seus interesses pessoais,

em detrimento dos interesses colectivos dos associados

do Sindel em particular, e dos trabalhadores em geral.

 (Fernando Pêgas - 31-05-2017)

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos