Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jornal Online 'efepe' / sindical

Jornal Online 'efepe' / sindical

OBRIGADO, RUI MIRANDA

por efepe, em 31.03.16

RuiMiranda.png

 

Começo esta minha reflexão, com um "extracto" do Comunicado do Sindel de 30-03-2016:

 

UM ACORDO TIRADO A FERROS !

(...)

Foram estas as condições acordadas hoje, no fim da 11ª reunião de uma negociação em que a Empresa manteve um comportamento que em nada facilitou a coerência e a agilidade do processo.


Foi isto mesmo que o SINDEL disse ao Administrador do Pelouro, Engº Miguel Setas, que se sentou à mesa uma vez obtido o acordo. E adiantou ainda que, sem querer menosprezar o trabalho desenvolvido pela CN/EDP, foram a flexibilidade e o bom senso dos sindicatos que permitiram chegar a um resultado que, não sendo o que pretendíamos, é aceitável.

(...)

 

 

E, agora para "MEMÓRIA FUTURA" ...

 

Ontem, dia 30 de Março de 2016, e "depois" de obtido o ACORDO FINAL com as Associações Sindicais "mais representativas de trabalhadores", nomeadamente as afectas à CGTP (concentradas designadamente na Comissão Negociadora Sindical da Fiequimetal) e com as afectas à UGT (concentradas designadamente na Comissão Negociadora Sindical do Sindel), o Engenheiro Miguel Setas, na qualidade de Administrador do Pelouro de Recursos Humanos, deu como "encerrado" o Processo Negocial para a Revisão da Tabela Salarial e rubricas de expressão pecuniária, para vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2016, 

 

apesar de haver Comissões Negociadoras Sindicais (não afectas a Centrais Sindicais) que NÃO ASSINARIAM o Acordo Final, face ao adiantado da hora, e

 

"FUNDAMENTALMENTE" SEM A PRESENÇA

 

da Comissão Negociadora Sindical do SINOVAE que, no inicio do Processo Negocial, assinaria o respectivo "Protocolo de Negociação" e participaria à Mesa das Negociações até à sessão do dia 17 de Fevereiro de 2016. 

 

Ou melhor, até ao "momento" do SHOW OFF, protagonizado por RUI MIRANDA, na qualidade de Coordenador da Comissão Negociadora Sindical do Sindel, que geraria uma CRISPAÇÃO SINDICAL (com a adesão de todas as outras Comissões Negociadoras Sindicais) "jamais vista" em quarenta anos de existencia da EDP.

 

 

Importa colocar em "evidência" que,

 

a "crispação sindical" decorreria do facto de o SINOVAE fazer-se representar à Mesa das Negociações, sem que o Acordo de Adesão ao ACT/EDP (assinado entre a EDP e o SINOVAE) tivesse sido publicado no Boletim de Trabalho e Emprego.

 

Quer se queira, quer não,

 

o MOMENTO DO "SHOW OFF" (de Rui Miranda) "determinaria" a mudança de comportamentos dos Parceiros Sociais à Mesa das Negociações. Positiva ou negativamente, consoante as diferentes perspectivas em confronto.

 

Por fim, atrever-me-ia a concluir,

 

que o MOMENTO DO "SHOW OFF" (de Rui Miranda), se insere num tipo de "sindicalismo-fantoche" que tem vindo a ser dinamizado nas empresas do Grupo EDP.

 

Essencialmente,

 

Através de "intervenções teatrais" (tipo tragico-cómicas) protagonizadas pelo Coordenador da Comissão Negociadora do Sindel à Mesa das Negociações, com a "permissa" de todos (diga-se), e  ...

 

com o "facilitismo" de uma certa "promiscuidade" politico-sindical evidenciada entre os Gabinetes de Relações Laborais do Sindel e da EDP, que por vezes se "confunde" onde começa um e onde acaba outro.

 

 Por exemplo,

 

Como aconteceu com o "abalroamento" da CNS/SINOVAE, do Processo Negocial para a Revisão da Tabela Salarial e rubricas de expressão pecuniária, para o ano de 2016.

 

OBRIGADO RUI MIRANDA !!! 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Favoritos