Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




EDP - O PAE 2018 (2)

por efepe, em 26.11.18

fcp.png

Em continuação do debate de ideias, sobre a temática: 

EDP - O PAE 2018

começado no EDP - O PAE 2018 (1) através do link ...

https://jornalonlineefepe-sindical.blogs.sapo.pt/edp-o-pae-2018-109778

 

Vejamos agora, a continuação dos diálogos havidos

nas redes sociais (nomeadamente no facebook).

 

--------------------------------

 (copiado da pagina do facebook do grupo Comunidade EDP)

--------------------------------

 

Como em 2001 tudo era bem diferente, e em relação a 2000 já tinham alterado um pouco as "regalias". bendita a hora em que meu "Chefe" farto de mim se lembrou logo de correr comigo, se esqueceu que passados uns anos acabou numa secretária em Open Space lá para os lados do Marquês de Pombal com o bilhete de saída, o principio de Peter funcionou, de Resp Adm numa Area de Rede a.....

(Emídio Fevereiro - 22-11-2018 21:39)

 

Completamente de acordo com a explicação dada.

(Arnaldo Fialho - 22-11-2018 22:07)

 

--------------------------------

 

Emídio Fevereiro cada um sabe de si mas estou como tu bendita a hora que vim para casa. Não há nada que pague viver mais uns anos sem preocupações a ter que ir para um sítio onde já nada nos diz. A vida é tão curta há que aproveitar mas como disse cada um é que sabe.

(Maria Do Céu Serafim - 23-11-2018 11:24)

 

Sem dúvida Maria Do Ceu Serafim hoje em dia, a Saída Profissional do Grupo EDP corresponde em muitas situações como que "GANHAR UMA VIDA SAUDÁVEL".

(Fernando Pêgas - 23-11-2018 11:28)

 

Emídio Fevereiro Tiveram sorte . Lisboa é outra coisa!🤔

(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 14:34)

 

--------------------------------

 

Fernando Pegas nada disso os pré reformados tem o meu estatuto como os que estão ao serviço a diferença é não se ganha antiguidade nem subsídio de Almoço nem assiduidade nem evolução da carreira.mas como isto está a evolução da carreira é sobre avaliação podemos andar anos a levar negativa e nunca se sabe.

Passamos a descontar para segurança social 8.6 já dá para o que se deixa de ganhar no subsídio de Almoço e assiduidade é ela por ela.

O melhor é vir para casa tempo para fazermos o que bem entendemos e sem nos chatitear.

Agora as chefias essas que a nada fazem muitos deles nem merecem o papel higenico que gastam esses são os que se mantém até serem empurrados porque tem o cartão de crédito a viatura e claro fazem falta para lixarem a cabeça aos ais trabalhadores só nesta empresa é que três chefes por cada dois trabalhadores. Mas o dia deles também chega um pontapé no traseiro ah ah sh

(Isabel Moura Araujo - 23-11-2018 11:37)

 
 
Ó minha amiga Isabel Moura Araujoentão "apontas" duas ou três diferenças (o trabalhador recebe subsidio de refeição e o pré-reformados não, o trabalhador recebe prémio de assiduidade e o pré-reformado não e/ou ao trabalhador é contabilizado os anos de antiguidade e ao pré-reformado não) e dizes que ser trabalhador é o mesmo que ser pré-reformado. Em suma,
 
HÁ DIFERENÇAS SIM SENHORA
entre o trabalhador e o pré-reformado.
(Fernando Pêgas - 23-11-2018 11:45)

 

 

Fernando Pegas claro que há
mas os descontos baixam e vai dar no mesmo.estar em casa sem pagar transportes o subsídio de Almoço gastasse não temos horário não aturamos chefias.
Pessoas que estão na pré reforma ao fim do mês tem o mesmo dinheiro de vencimento no banco como estavam a trabalhar.descontos baixam.a única coisa não se recebe distribuição de dividendos.hora que se fodam isso.tantos que trabalham e.nao recebem.e já agora informo que vai acabar distribuição de lucros.
(Isabel Moura Araujo - 23-11-2018 12:12)
 
 
 
Mas amiga Isabel Moura Araujo isso são "contas do rosário" de cada um, que apenas diz respeito a cada um. A EDP não pode fazer contas com as "contas do rosário" de cada um. Como "abusivamente" anda a fazer.
 
Por exemplo, as "bonificações da SS" apenas dizem respeito ao trabalhador e à Segurança Social. E a EDP "abusivamente" faz contas com as "bonificações da SS".
 
É como a "quota sindical". Esta apenas diz respeito ao trabalhador e à Associação Sindical respectiva. E a EDP "abusivamente" faz contas com as quotas sindicais, ao mesmo tempo que semeia a "dessindicalização" dos trabalhadores que passam à situação de pré-reforma ou reforma.
 
TUDO ISTO É MUITO ESTRANHO.
Para mim é uma Fraude. E os Sindicatos ao calarem-se estão "cumplices" com todo o "JOGO SUJO" que se vem fazendo há anos, no âmbito dos vários PAE's-Planos de Ajustamento de Efectivos.
(Fernando Pêgas - 23-11-2018 12:22)
 
 
 
Fernando Pegas sim cada qual sabe o que é melhor para si.
sobre os sindicatos eu deixei de descontar a três anos. Deixei de acreditar nos sindicatos eu era do sindel quando vi que o sindel queria era mama porque nada fazem pelo trabalhador.
 
Para mim sindel é Rui Miranda.
Muito sinceramente não acredito nos sindicatos que se dizem negociadores na edp.
conheci um elemento ou seja a Eduarda a única que merecia todo o respeito mulher de fibra essa sim acredito que fazia o melhor que podia em termos de negociação o resto é malabaristas.
(Isabel Moura Araujo - 23-11-2018 12:36)
 
 
 
Concordo contigo.
(Fernando Pêgas - 23-11-2018 12:36)
 
 
 
--------------------------------
 
 
Penso que já está melhor que em 2003...
se não aparecer um papão qualquer para forçar a passagem à reforma por velhice...com 55 anos de idade, 35 antiguidade + 1 de bónus e 40 de descontos para a S.Soc..
 
Quem acreditou...como eu, mesmo com um rebuçado insignificante..
Estive 2 anos apenas na pre-reforma. Por isso, acautelem-se.
 
Desde essa data, 2003, que tenho a mesma reforma mais tostão, menos tostão porque, aumentos...não os vejo. Dimimui o valor dado pelo fundo de pensões...
(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 14:37)
 
 
Maria Manuela Lima as reformas segurança social sem penalização é 66 anos e quatro meses. Tudo que fuja a isto o trabalhador tanto da edp como outro qualquer é penalizado.
O que se consta é quem tiver aos 65 anos 43 anos ou mais de descontos a edp passa o trabalhador a reforma segurança social.hora bem quem tiver mais de 43 de descontos segurança social aos 66 anos e quatro meses tem bonificação por ter mais anos de descontos mas isto é a segurança social que dá.
Claro que a edp se poder deixar de pagar o vencimento e por a segurança social a pagar é Xuxa. Eu não .me preocupo agora com estas contas pois tenho 57 anos e 42 anos de descontos daqui a oito anos tenho 50 . Talvez tenha bonificação.
Mas isto está sempre a mudar na segurança social por isso vamos andando e vamos vendo como param as modas. O que interessa mesmo é não nos iludir com BR porque é rebuçado envenenado.
Desejo a todos que estão no tal pai sejam fortes e se for preciso virem as costas as entrevistas enganosas.venham quando quiserem dentro da lei.
Abraço para os que já estão no bem bom.e coragem para os que estão na lista.
Sejam fortes e não se deixem intimidar.
(Isabel Moura Araujo - 23-11-2018 14:55)
 
 
Mas eu também tive a penalização da Seg. Social...Na época, a idade da reforma era outra.
O meu mal foi ter deixado a pré reforma ( por medo..)
(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 15:01)
 
 
--------------------------------
 

 

Maria Manuela Lima Sorte não tivemos eu por acaso estava em Lisboa quando vim com 35 anos e 55 anos de idade. Tinha mais 4 anos de trabalho fora da EDP passei logo a descontar somente 3%para a segurança social que compensou outros valores que deixei de receber.

Mas como disse são opções de vida e cada um sabe de si.

(Maria Do Céu Serafim - 23-11-2018 19:08)

 

Maria Do Ceu Serafim Eu também tinha mais 3 anos de descontos fora da EDP.

Ao dizer que tiveram sorte refiro-me ao tratamento das situações em si nomeadamente à pressão exercida sobre alguns funcionários diferente de outros.

(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 19:27)

 

Maria Manuela Lima Injustiças houve e haverá sempre penso que a maioria têm queixas quem optou por nunca vestir a camisola toda da Empresa esses se calhar tiveram juízo. Mas para isso era preciso ter feitio. Enfim é preciso que tenhamos saúde para andarmos cá mais uns anos.

(Maria Do Céu Serafim - 23-11-2018 19:32)

 

Maria Do Ceu Serafim Felicidades!

(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 19:53

 

--------------------------------

 

Caros colegas,
a saída para a pré reforma é sempre efectuada com a concordância do colaborador, quer estejam cumpridas as normas estipuladas no ACT ou em programas de saída. Em ambas as situações o colaborador perde remuneração acessórias que impliquem efectiva prestação de trabalho, nomeadamente, subsídio de alimentação, prémio e complemento de assiduidade. Nos casos em que existe atribuição de mais uma base de remuneração este diferencial é "amenizado". Durante o tempo de pré de reforma, diminui a taxa de contribuições para o colaborador e entidade patronal, mas para cálculo da reforma por velhice/invalidez é considerado o valor da pré reforma que aufere mensalmente. No momento em que o colaborador perfaz os 65 anos é tido em consideração a sua carreira contribuitiva na Segurança Social, o que pode implicar que o colaborador passe à reforma por velhice quando atinge aquela idade ou então a data limite que estará em vigor nesse ano. 
A saída para esta nova situação (pré reforma) deve ser ponderada pelo interessado, tendo em atenção a sua vida pessoal, familiar e como irá ocupar o seu tempo, entre outros factores.
(Antonio Carlos Dias - 23-11-2018 19:23)
 
 
Infelizmente nem todos usam da limpidez nos esclarecimentos que nestas e noutras decisões os trabalhadores esperam e até confiam nos também colegas a quem são atribuídas essas funções e não passarmos a contar apenas para estatísticas ou até, quem sabe, para cumprir objectivos pessoais a não apenas da empresa. Eu digo. "Agora é tarde, Inês é morta ". É com a Vida que aprendemos a defender-nos. Para trás fica a nossa ignorância e o acreditar que todos são "puros "como nós . Penso que me faltou um colega como o senhor.
Haja saúde! Cumprimento-o e ...desfrute bem da sua reforma.
(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 19:51)
 
 
Maria Manuela Lima, lamento se algo correu mal ou falta de esclarecimento no seu processo. Se puder ajudar em algo, disponha. Agradeço e retribuo os votos de saúde (cada vez mais importante) assim como o gozo da reforma. Bjs
(Antonio Carlos Dias - 23-11-2018 20:15)
 
 
António Carlos Dias Muito obrigada caro colega pela sua disponibilidade. Acho que agora nada há a fazer a não ser "ultrapassar", mas sem "esquecer"...Já´lá vão muitos anos... Beijinho e votos de boa saúde.
(Maria Manuela Lima - 23-11-2018 21:43)
 
 
--------------------------------
 
 
Fernando Pegas Quando dizes 40 anos EDP queres dizer 40 anos de descontos para a SS. Certo?
(Carlos Domingos Ferreira Alves - 23-11-2018 22:41)
 
 
Carlos Domingos Ferreira Alves para não sermos penalizados enquanto não temos 66 anos e quatro meses. Devemos ter 40 anos ou 37 e 61 de idade para edp garantir o vencimento até 66 anos e quatro meses situação de deixarmos a pré reforma e passar a reforma segurança social.
(Isabel Moura Araujo - 24-11-2018 00:09)
 
 
Carlos Domingos Ferreira Alves 40 anos edp ou 61 e 37 anos de edp.
(Isabel Moura Araujo - 24-11-2018 00:10)
 
 
40 anos EDP não é o mesmo de 40 anos SS.
(Fernando Pêgas - 24-11-2018 15:46)
 
 
Por exemplo, 40 anos SS pode significar 10 anos de EDP + 30 anos de Autarquia. Neste caso, o direito de passar à reforma em qualquer idade, não está garantido.Entendes Carlos Domingos Ferreira Alves?
(Fernando Pêgas - 24-11-2018 15:51)
 
 
No universo edp teremos sempre que obedecer às máximas: 40 de antiguidade com qualquer idade ou 61 de idade e 37 edp ( ou 60 / 36 desde que aos 63 se tenha 43 ou mais anos de descontos).
(Carlos Domingos Ferreira Alves - 24-11-2018 18:18)
 
 
Amigo Carlos Domingos Ferreira Alves, a visão da EDP é até ao limite dos 66 anos e 4 meses ou até aos 70 anos. Que "choca" com a visão do trabalhador que é para toda a vida.
 
Na minha perspectiva, a preocupação do trabalhador EDP deve estar focada nos 40 anos EDP (momento em que conquista o direito de passar à reforma em qualquer idade) ou nos 66 anos e 4 meses de idade, caso pretenda passar à reforma SEM PENALIZAÇÃO. 
(Fernando Pêgas - 24-11-2018 18:44)
 
 
 --------------------------------
 
 
António Carlos Dias caro.colega se a idade da reforma se for 66 anos e quatro meses.independente da contribuição que temos para segurança social o colaborador passar para a reforma aos 65 anos é penalizado porque deixa de ter o bônus que a segurança social dá a quem têm mais do que o mínimo ou seja se a segurança social disser quem tem mais de 43 anos de contribuição leva o bônus de três meses acima desta idade de contribuição por cada ano que tenha acima dos 43 anos hora se a edp passar o trabalhador por exemplo com 45 de descontos e tenha 65 de idade o trabalhador é penalizado num ano e quatro meses porque a reforma é 66 anos e quatro meses fui me informar .a edp tem de manter o trabalhador na pré reforma até aos 66anos e quatro meses.a edp não pode obrigar o trabalhador a ir para reforma aos 65 anos.
(Isabel Moura Araujo - 24-11-2018 01:20)
 
 
Bom dia colega. Este tema - data da passagem à reforma por velhice para colaboradores que estão na situação de pré reforma - a partir de 2016, inclusive, passou a ser uma questão complexa, dado que ao atingirmos os 65 anos de idade, a empresa efectua uma análise tendo em consideração toda a nossa carreira contributiva na Segurança Social e procederá em conformidade com o resultado da mesma.

Exemplo:
• Com >44 anos SS passa à reforma velhice no dia em que atinge os 65 anos
• No ano em que completa 65 anos e com <=44 anos SS, serão aplicadas as regras definidas pela SS para definir a data da passagem à reforma por velhice.
Este esclarecimento é dado de acordo com os procedimentos e legislação vigente em 2017, e nada tem a ver com o processo de flexibilização da Reforma por Velhice. São processos completamente distintos.
(Antonio Carlos Dias - 24-11-2018 13:05)
 
 
António Carlos Dias bom dia colega.a passagem a reforma por velhice é muito complexa.eu antes de aceitar a pré reforma fui a segurança social aonde me mostraram toda a minha contribuição para segurança social comecei a trabalhar com 16 anos em maio deste ano fiz 42 anos de contribuição e fiz 40 de edp e dois a trabalhar para edp mas não era a edp quê me pagava directamente. Mas os descontos está lá. Tenho 57 anos. Daqui a oito anos tenho 50 anos de descontos visto que vou ficar a descontar 8.6 até aos 65 anos. Eu tenho tempo suficiente para ter a reforma a volta dos 90% mesmo que venha aumentar os anos de reforma . Mas acontece que me foi dito pela segurança social que quem tiver descontos acima do mínimo ou seja acima dos 44 anos de desconto tem uma bonificação de quatro meses por cada ano de descontos acima dos 44 anos. Mas teríamos que ser reformados aos 66 anos e quatro meses caso as regras não altere. Eu penso que a edp deveria deixar o trabalhador a estar na pré reforma até a data em que se passamos a reforma de velhice. 66 anos e quatro meses. Como sabemos que a maioria dos trabalhadores não vão ter o complemento da edp que vai ser o meu caso. A edp deveria ter em conta a data d reforma. Muita gente tem sido prejudicada nos 65 anos. Vejo que já está em casa desejo que corra tudo bem e que possamos ainda gostar uns bons anos de pré e reforma porque merecemos. Abraço tudo de bom
(Isabel Moura Araujo - 24-11-2018 13:33)
 
 
Isabel Moura Araujo, agradeço e retribuo. Bom fim de semana.
(Antonio Carlos Dias - 24-11-2018 13:45)
 
 
--------------------------------
 
 
Fernando Pegas confesso q n percebo nada. Entao passa à pre reforma c 38 EDP como diz e 61 de idade. Fica abrangido pelo ACT.
(Carlos Marques Pinto - 24-11-2018 22:51)
 
 
Carlos Marques Pinto caso aceitasse ir em 31.12.2018, com 62 anos e 38 anos, não seria penalizado (receberia 100%) até aos 66 anos e 4 meses.Mas depois, já na SS, seria penalizado (não pelo item da carreira contribuitiva, mas pelo item da idade).
Razão pela qual vou esperar até 2020 (ano em que perfaço 40 anos EDP), para não ser penalizado depois dos 66 anos e 4 meses.
(Fernando Pêgas - 25-11-2018 21:40)
 
 
--------------------------------
 
 
Fernando Pegas só não consigo compreender a diferença entre os 40 anos EDP ou os 40 de descontos para a SS. Para a SS, que é quem faz os calculos da reforma, interessa os anos de descontos. De que entidades nao deve interessar.....
(Carlos Domingos Ferreira Alves - 25-11-2018 21:49)
 
 
Carlos Domingos Ferreira Alves para o trabalhador poder ir para a pré reforma tem de obedecer ao critério para não ir prejudicado enquanto está na pré reforma são 40 anos de EDP e pode ir com qualquer idade.ou 61 e 37 de edp. São estes critérios que edp tem.quando chegamos aos 66 anos e quatro meses.somos obrigados a reformar por velhice.nessa data a segurança social faz as contas de todos os anos que temos descontos e é atribui a reforma.se o trabalhador aos 66 anos e quatro meses não tiver os 44anos de descontos não recebe por exemplo 80% da reforma então a edp completa os 80% do vencimento que auferia na data que se reformou por Velhice. Quem tiver mais de 44 anos de descontos temos a garantia 80% ou mais e a EDP não dá nenhum complemento.
(Isabel Moura Araujo - 25-11-2018 22:08)
 
 
Amigo Carlos Domingos Ferreira Alves eu falo em 40 anos de EDP, porque o nosso ACT/EDP refere que o direito de passar à reforma em qualquer idade, é conquistado "apenas" com anos de EDP, e não em "acumulação" com anos EDP com anos de outra entidade.
(Fernando Pêgas - 25-11-2018 22:10)
 
 
Fernando Pegas pré reforma a edp não reforma
(Isabel Moura Araujo - 25-11-2018 22:12)
 
 
Carlos Domingos Ferreira Alves, nesta altura, 40 anos de antiguidade EDP correspondem a 41 anos de Segurança Social. Actualmente é necessário ter 120 dias de contribuições para que seja contado um ano de SS.
O que não acontecia, por exemplo, em 1979. Bastava existir um dia de contribuição para ser considerado um ano.
(Antonio Carlos Dias - 26-11-2018 18:38)
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D