Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fcp.png

 

 

O debate em torno da temática

sobre a "nova" Estomatologia da Sãvida, 

desencadeou a denuncia seguinte ...

 

Denuncia.png

 

Uma conversa entre Fernando Pêgas e Joaquim Duarte

copiada da pagina do facebook de Fernando Pêgas

 

Eu sei que não.

E faz muito bem em reclamar e clamar por mais ação.

Os nossos representantes ou andam adormecidos (uns) ou estão comprados (outros).

(Joaquim Duarte - 26-07-2018 11:47)

 

 -----------------------------------------------

 

Joaquim Duarte, parece que agora,
já estamos a ficar do mesmo lado,
no que toca à razão das minhas preocupações.
 
Tendo em consideração
que o assunto da Saúde está em cima da Mesa das Negociações,
 
a iniciativa da empresa em relação ao caso concreto da Estomatologia,
sómente poderá ser considerada "HOSTILIZANTE" para todos
os Reformados, Pensionistas e Trabalhadores do Grupo EDP.
 
 
Daí que, em minha opinião,
este é o momento ideal para acontecer "Rupturas",
sejam elas de que tipo forem.
 
E, consequentemente,
todos nós virmos para a PRAÇA PÚBLICA
fazer o barulho que tem de ser feito,
 
até que os Representantes do Grupo EDP
se "envergonhem"
 
dos MAUS TRATOS que estão a sujeitar TODOS
os Reformados, Pensionistas e Trabalhadores do Grupo EDP,
bem como aos seus agregados familiares,
beneficiários do Esquema de Saúde do Grupo EDP.
 
Em suma,
É INDIGNA a iniciativa do Grupo EDP
pretender ALTERAR o que quer que seja,
 
durante o período de Férias de Verão que está a decorrer,
 
numa área tão sensível, como é a Saúde de todos nós.
 
(Fernando Pêgas - 26-07-2018 12:26)
 
-----------------------------------------------

 

 Acho que se os trabalhadores ativos não se mexerem, isto não dá nada.

A empresa está-se a marimbar para os reformados.

(Joaquim Duarte - 26-07-2018 12:49)

 

-----------------------------------------------

 

NÃO CONCORDO, Joaqum Duarte.

Pela simples razão,

de os trabalhadores no activo e os seus agregados familiares

"apenas" representarem cerca de Vinte por Cento (20%)

da POPULAÇÃO ALVO

que usufrui dos Beneficios do Esquema de Saúde do Grupo EDP,

e que estão inscritos no Anexo VIII do ACT/EDP 2014.

 

Noutra perspectiva, também não concordo

e considero um "TREMENDO ERRO"

haverem Beneficiários "à espera"

que outros Beneficiários resolvam por eles,

os problemas de todos.

  

É um "erro" já cometido no passado,

e parece que ninguém aprendeu com esse mesmo erro,

em virtude d' este "estado de alma" continuar bem activo,

na grande maioria dos Beneficiários do Esquema de Saúde do

Grupo EDP, sejam eles Reformados, Pensionistas ou Trabalhadores.

 

Em minha opinião, e neste caso concreto da Saúde,

terá de haver uma ENORME ONDA DE "SOLIDARIEDADE"

INTER GERACIONAL para se resolver, de uma vez por todas,

de UMA SAÚDE PARA TODOS.

 

E não apenas para "alguns",

como pretende o Grupo EDP,

e todos os parceiros sindicais "outorgantes" do ACT/EDP 2014,

que aquando da Revogação do Estatuto Unificado de Pessoal,

passaram um "Cheque em Branco" para o Grupo EDP

fazer o que bem entendesse.

 

Concluindo, ESTA É A HORA CERTA

para se tomarem iniciativas várias,

no sentido de se "DAR A VOLTA"

ao Esquema de Saúde do Grupo EDP.

Disse.

(Fernando Pêgas - 26-07-2018 13:28)
 
-----------------------------------------------
 
 
Força.
Concordo plenamente, apesar de séptico.
(Joaquim Duarte - 26-07-2018 14:46)

 

-----------------------------------------------

 

 Compreendo perfeitamente o teu "cepticismo",

face ao historial recente do Movimento Sindical no Grupo EDP.

Mas na verdade, estas "coisas" das CAUSAS,

tem a sua "HORA" ou o seu "TIMING".

 

E eu penso que, se nada fôr feito "AGORA",

iremos todos passar ao lado de uma "grande oportunidade",

para tentarmos "colectivamente"

(e nunca individualmente ou isoladamente)

"DARMOS A VOLTA" à Saúde de todos nós do Grupo EDP,

que é reconhecidamente aceite por uma grande parte dos interessados.

  

Vamos lá "MOBILIZARMOS", em primeirissimo lugar.

Conversando por aqui, e passando a palavra, aos que não andam por aqui.

(Fernando Pêgas - 26-07-2018 15:00)

 
-----------------------------------------------
 

Sem Título1.png

 (copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

 

 Fernando Pegas Eu sou um dos (80%)

que fazem parte do Esquema de Saúde do Grupo.

Concordo com o que têm sido dito aqui no (Painel).

Aquilo que eu pergunto é o que é que eu (nós)

podemos fazer para inverter esta situação?

Um abraço.

(António Carlos Lopes Antunes - 26-07-2018 19:11)

 

 

Meu caro Antonio Carlos Lopes Antunes, de momento,

o mais importante é passarmos uns aos outros a mensagem

de que "acções de rua" vão ser necessárias, por dois motivos essenciais:

- para ganharmos o RESPEITO QUE NOS É DEVIDO,

por todo um trajecto profissional que fizemos no Grupo EDP;

e, também para nos "organizarmos" como uma FORÇA SOCIAL,

que realmente somos,

na defesa dos nossos próprios interesses, no ambito do ACT/EDP 2014.

(Fernando Pêgas - 26-07-2018 22:05)

 

-----------------------------------------------

 

Apoiado Fernando Pegas.

(Antonio Manuel Oliveira - 26-07-2018 20:01)

 

-----------------------------------------------

 

 (copiado da pagina do facebook de Comunidade EDP)

EsquemaSaude.Denuncia.png

 A solução vigente não era o óptimo,

mas o vazio será mais grave.

Para onde nos encaminhamos?

(Manuel Luis Sousa - 26-07-2018 22:21)

 

 

Meu caro Manuel Luis Sousa,

os Reformados e Pensionistas do Grupo EDP são uma FORÇA SOCIAL,

mas não está organizada.

É necessário movimentarmos em torno de uma organização própria.

Porque as "organizações" dos trabalhadores do Grupo EDP (Sindicatos)

não se prepararam em tempo oportuno,

para defenderem as matérias de natureza social

(que são, designadamente, a Saúde e Pensões)

que mais interessam aos Reformados e Pensionistas do Grupo EDP,

e que anteriormente estavam sob as competências da Comissão de Trabalhadores.

 

A melhor prova disto tudo, do que acabo de afirmar,

é a PRODUÇÃO "ZERO" de Negociação Colectiva,

nos primeiros quatro anos (2014-2018) de vigência do novo ACT/EDP 2014.

  

Em suma, o "caminho" dos Reformados e Pensionistas do Grupo EDP

só pode ser um: Defenderem os seus próprios interesses !!!

(Fernando Pêgas - 26-07-2018 22:40)

 

 

Há que mobilizar os milhares de colegas e familiares,

para a defesa dos legitimos direitos adequiridos ao longo de extensas carreiras.

É oportuno avançar com uma liderança mobilizadora,

e com força capaz para os devidos efeitos. Abç.

(Manuel Luis Sousa - 26-07-2018 22:50)

 

-----------------------------------------------

 

Joaquim Duarte, futuro candidato nas próximas eleições,

no sentido de se manter acordado

e não apelidar os outros da daquilo que é capaz de ser .

(Augusto Pinto - 30-07-2018 12:04)

 

Não percebi??

(Joaquim Duarte - 30-07-2018 12:07)

 

Joaquim Duarte, são "apenas" incómodos.

(Fernando Pêgas - 30-07-2018 17:21)

 

-----------------------------------------------

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:28



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D