Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Retrato" actual ... no Grupo EDP

por efepe, em 09.01.18

fcp.png

 

Pensei duas vezes, se haveria ou não, de divulgar o "desabafo" de uma trabalhadora que vestiu a "camisola da EDP", e depois no final se viu "abandonada" e "mal-tratada". Na sequência do ultimo PAE - Plano de Ajustamentos de Efectivos, nas empresas do Grupo EDP, na geografia de Portugal.

 

Para Reflexão ... 

 

Optei por divulgar o correio electronico recebido hoje 

(mas sem identificações pessoais)

 

 

  
 
Boa tarde Colega.
 
Parabéns pelo seu empenhamento na luta constante pelo interesse de todos os trabalhadores.
 
Pelo que me apercebo é o único Sindicato a alertar os trabalhadores para a postura da Empresa na retirada de todos os benefícios.
 
Lembra-se da conversa que tivemos em que o (------------) me aconselhou a não aceitar e só ir em maio ou junho para a pre reforma, mas a pressão foi tão forte por parte da Drª  (------------) que eu não consegui aguentar, a minha Chefia disse mesmo que não me queria no  (-------).
 
Enfim, é triste dar uma vida de trabalho á Empresa e no final da carreira, quando as pessoas necessitam de algum acompanhamento, são muito mal tratadas.
 
Obrigada por tudo e continue a lutar, porque terá a sua recompensa.
 
Eu gostava de continuar a ser informada das notícias da Empresa, eu era sindicalizada  (------------), mas já desisti, porque lhe solicitei apoio, no sentido de saber quais os direitos a que tinha direito com a ida para a pré reforma, nem sequer o telefone atenderam.
 
Posso passar para o seu Sindicato, eu estou a pensar ir aí um dia deste e podemos encontrar-nos para fazer a inscrição.
O meu novo e-mail é:  (----------------)@gmail.com
 
Cumprimentos
 (----------------)
 
 
 
ESTE É UM DOS "RETRATOS" ACTUAIS ... 
NO GRUPO EDP !!
 
 
 
______ REACÇÕES ______
 
"Mas onde é que eu já ouvi e vivi o mesmo??
Foi no início deste seculo...!
 
Há muito tempo, mas não o suficiente para eu apagar
da minha memória o drama que vivi e a que fui sujeita.
 
Só que eu "embarquei" na reforma e não na pré- reforma...
  
Talvez para contar para as estatísticas
ou ajudar ao "bom nome" de alguém.
  
Não perdoo e não me perdoo
porque acreditei na boa fé..
  
É a Vida!
 (Maria Manuela Lima - 09-01-2018 17:03)
 
-----------------------------------------------
  
Resumindo, fala-se muito e faz-se nada.
Estou a referir-me às entidades representantes
dos colaboradores da empresa.
  
Eu pago a quota mensal e não é pouco,
mas não sei para quê!
 (Joaquim Guimarães - 09-01-2018 20:37)
 
-----------------------------------------------
 
Pois ...
infelizmente terei de concordar contigo.
 
Nunca como agora,
a EDP "puxou tanto a corda"
num aproveitamento nítido da "divisão" instalada
entre as entidades representantes dos colaboradores
(como bem dizes).
  
Enquanto houver parceiros sindicais
a não quererem "encetar" estratégias comuns,
a tendência para a perda de direitos e regalias,
não será revertida.
(Fernando Pêgas - 09-01-2018 21:36)
 
-----------------------------------------------
 
Infelizmente,
o ultimo PAE-Plano de Ajustamentos de Efectivos,
veio confirmar as "tendências" de os trabalhadores em final de carreira profissional,
estarem a ser "abandonados" pelas Estruturas Representativas de Trabalhadores,
enquanto sofrem as mais variadas formas de "assédio" e de "pressão"
para abandonarem os seus lugares.
  
Importa questionar daqui:
Quem proteje os trabalhadores mais antigos ?
(EDP iando - 11-01-2018 11:56)
 

Protecção.png

(Sindicalismo Online - 11-01-2018 12:37)

 

-----------------------------------------------

 

Acho que cabe aos Sindicatos essa função,

para isso são os nossos representantes.

(José Domingos Martins Marques - 11-01-2018 14:58)

 

-----------------------------------------------

 

Pois deveria ser,

caro José Domingos Martins Marques.

Mas, na verdade,

quando as "vítimas" precisam,

os Sindicatos ou não estão no local de trabalho

ou não atendem o telefone.

(Miranda Rosa - 11-01-2018 20:56)

 

 -----------------------------------------------

 

ACHO PIADA ...

que se determine estrategias de intervenção das Assistentes Sociais junto das IPSS

com o intuito de combater situações de assédio no local de trabalho,

UGT.png

 

QUANDO EM MULTINACIONAIS PORTUGUESAS ...

são as Assistentes Sociais

a promover situações de assédio no local de trabalho.

 

QUE PORRA DE HIPOCRISIA !!

(Miranda Rosa - 11-01-2018 17:30)

 

 -----------------------------------------------

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D