Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Silenciar é Mentir (1)

por efepe, em 25.10.18

 fcp.png

Mentira.png

(EDP iando - 25-10-2018 15:15)

 

Reacçoes.png

--------------------------------

 (copiado da pagina do facebook da Fernando Pêgas)

--------------------------------

Sem Título.png

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 15:27)

 

--------------------------------

 

 Sera, ando muito calados andam

(Maria Antonieta Neves - 25-10-2018 15:48)

 

--------------------------------

 

A divisão sindical levou à divisão dos trabalhadores e desinteresse pela causa laboral favorecendo o patronato.

"Desta não tenho duvidas". 

O silêncio dos sindicatos a que se devem ????

Terão a passar para a clandestinidade ????

(Luys Filipe - 25-10-2018 16:13)

 

--------------------------------

 

Se houvesse só um sindicato aonde caberia tantos malandros

(Artur José Marques - 25-10-2018 16:20)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe a "divisão dos trabalhadores"

está consagrada no ACT/EDP 2014,

ao ser aceite e assinado pelos parceiros patronais e pelos parceiros sindicais A IMPLEMENTAÇÃO DE DOIS ESQUEMAS DE SAÚDE.

 

Enquanto esta realidade não for "resgatada", é impossivel haver qualquer clima de Paz Social ou qualquer Estratégia Comum entre os parceiros sindicais. Razão pela qual, na minha perspectiva, anda a SILENCIAR OS SINDICATOS. E, em contraponto, anda a incentivar os parceiros patronais a "MALTRATAR" TODOS, quer sejam trabalhadores, quer sejam Reformados e/ou Pensionistas EDP.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 16:25)

 

--------------------------------

 

Completamente de acordo,

o silêncio é muito preocupante, até entendo que os sindicatos se sintam desamparados. A força do patronato está a crescer e a força laboral a decrescer as manobras são suaves e visam "MALTRATAR TODOS" menos eles como é óbvio.

(Luys Filipe - 25-10-2018 16:44)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe, quanto à questão da passagem à "clandestinidade", direi que o facto de haverem "SINDICALISTAS PROFISSIONAIS" a tempo inteiro nas Direcções Sindicais e, em contraponto, longe da realidade do dia-a-dia do que se passa nos locais de trabalho, é a MELHOR "CLANDESTINIDADE" conhecida no ambito do Grupo EDP.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 16:46)

 

--------------------------------

 

Direi que o desinteresse dos trabalhadores terá muita culpa no cartório, vi o refeitório da Boavista cheio de trabalhadores de braço no ar e de alguns anos para cá era sempre os mesmos 14.

Louvo a persistência dos delegados tantos os profissionais a tempo inteiros como os outros a morte do interesse por parte dos trabalhadores é que é desconcertante.

(Luys Filipe - 25-10-2018 16:56)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe não posso concordar quando diz "... até entendo que os sindicatos se sintam desamparados". 

Permita-me que lhe recorde que, os ditos sindicatos mais representativos (entenda-se a Frente Energia que congrega os sindicatos filiados na CGTP e a Frente Sindical que congrega os sindicatos da UGT) decidiram per si, com posterior imposição aos trabalhadores, todas as propostas relativas à Revisão do ACT/EDP 2000 + Revogação do EUP/EDP + Integração dos Contratos Individuais no Contrato Colectivo, que daria origem ao ACT/EDP 2014.

Concluio, questionando: QUEM "DESAMPAROU" QUEM ???

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 17:21)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe o "desinteresse" e/ou o "afastamento" dos trabalhadores, resulta da FALTA DE MOBILIZAÇÃO da iniciativa das Direcções Sindicais, mas também devido à ENORME FALTA DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO entre todas as partes envolvidas e interessadas.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 17:25)

 

--------------------------------

 

Volto a dizer mas existem sindicatos? Ainda não dei por isso!

O SINDEL ainda está vivo? Deve andar preocupado com outras vidas, desde que alargou a base a outros setores esqueceu- se completamente dos trabalhadores da EDP.

Mas temos que relembrar ao SINDEL que quem o sustenta são os trabalhadores da EDP

(Antonio Calçada - 25-10-2018 17:35)

 

--------------------------------

 

Fernando Pegas Está a ir de encontro aquilo que penso, sinto e presenciei como diz e muito bem a " Revisão do ACT/EDP 2000 ", e outras fez vir ao de cimo o azeite.

Pena para os ficam depois de nós os nossos filhos e netos.

(Luys Filipe - 25-10-2018 17:36)

 

--------------------------------

 

O desapoio e informação sindical é total, penso não ser só forma de ser de um em especial.

Levamos muitos anos a construir e consolidar o "ACT 2000" e não só

mas num piscar de olhos tudo tomba.

(Luys Filipe - 25-10-2018 17:45)

 

--------------------------------

 

Verdade Luys Filipe, os ditos sindicatos mais representativos da CGTP e da UGT "ABANDONARAM" os Reformados e Pensionistas EDP, "NÃO OS OUVINDO" no que diz respeito à Revogação do EUP/EDP e a sua consequente integração no ACT/EDP 2014.

Mas também "ABANDONARAM" os ex-Contratos Individuais, também "NÃO OS OUVINDO" aquando da integração dos Contratos Individuais no Contrato Colectivo.

Com tantos ERROS ESTRATÉGICOS juntos e tão graves, somente poderia estar a acontecer o que está a acontecer e que nos está a conduzir a todos à "MATANÇA" DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA no âmbito do Grupo EDP.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 17:50)

  

--------------------------------

 

Meu caro António Calçada o "DESINVESTIMENTO" do Sindel no Sector de Energia, não é só de agora. Já vem de há muitos anos a esta parte.

Hoje em dia, o Sindel não passa de uma Central Sindical, designadamente, como sendo o somatório de três sindicatos: o Sindel Ambiente + o Sindel Energia + o Sindel Industria.

Com as "autonomias" que conheces melhor do que eu.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 17:58)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe, em meu entender, o pior de tudo é a IMPOSSIBILIDADE DE UMA "ESTRATÉGIA COMUM" entre todos os Sindicatos, a partir do momento em que os "Sindicatos Outorgantes" (do ACT/EDP 2014) abriram uma "guerra desnecessária" com os "Sindicatos que aderiram ao ACT/EDP 2014 por adesão", aquando do processo negocial da Revisão de Tabela Salarial para vigorar no ano de 2016, e que levou à suspensão do referido processo durante duas a três sessões.

E tudo isto, seria ultrapassável, caso todos os Sindicatos acedessem sentar a uma Mesa ...

Mas a "arrogância" dos mais representativos está sendo transformada numa "cegueira" cada vez mais profunda.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 18:16)

 

--------------------------------

 

Fernando Pegas Este desentendimento ou briga sindicalista já vem de longe e têm-nos prejudicado e muito em todos os aspectos.

Era tema conversa regular com dois Carlos Rodrigues um do SIES outro do Sindel e cedo percebi que este desentendimento nos seria prejudicial e iria ser aproveitado.

Os sindicatos deveriam procurar o entendimento e serem isso " Sindicato " e não uma mão cheia de teimosos e arrogantes de asa ferida.

A teimosia de uns e a falta de "visão" de outros deu no que deu.

(Luys Filipe - 25-10-2018 20:58)

 

--------------------------------

 

Luys Filipe, quem começou a "briga cobarde" é que tem o dever de fazer as diligencias necessárias para sanar o mesmo "braço de ferro".

E não é com tiques de "autoritarismo" exibidos pelos sindicatos mais representativos que se resolve o problema.

Digo eu.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 21:14)

 

--------------------------------

 

A propósito; Como é que se encontra o processo de constituição de uma possível Associação de Reformados e Pensionistas da EDP?!

(Nuno Calado Fonseca - 25-10-2018 19:10)

 

Aguardar marcação de escritura notarial.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 21:01)

 

--------------------------------

 

Já existe uma associação de reformados e pensionistas na EDP que se chama AREP.

Mas se é para tratar e defender os interesses destes a melhor forma penso eu e em falta de melhor opinião é a de um sindicato só para trabalhadores da EDP. Só quem está no ativo pode defender estes interesses.

O maior erro do SINDEL foi ter alagado a sua base de sustentação diga- se sem consultar os associados.

(Antonio Calçada - 25-10-2018 20:08)

 

--------------------------------

 

Agora que necessitamos do SINDEL este está a tratar de outros assuntos que não os que nos interessam.

(Antonio Calçada - 25-10-2018 20:11)

 

Não concordo que um projecto sindical falido possa ser necessario.

Depois da primeira mentira, toda a verdade vira duvida, como diz o dito popular.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 21:47)

 

--------------------------------

 

Obrigado, caro Pegas!

E o "graveto" para a mesma? Donde vem? Não és tu e/ou mais alguém que vão ficar desembolsados.

Gostaria de, sobre o assunto, falar pessoalmente contigo.

(Nuno Calado Fonseca - 25-10-2018 ~22:08)

 

Para já, sou eu que estou a avançar com as finanças necessarias.

Ok, podemos conversar. Sabes onde me encontrar.

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 22:19)

 

Fernando Pegas Talvez na segunda passe pela Boavista

e então voltaremos a falar. se estiveres de acordo. Obrigado

(Nuno Calado Fonseca - 25-10-2018 ~22:38)

 

--------------------------------

 

Fernando Pegas qual o papel em relação à arep??

(Chico Felix - 25-10-2018 22:33)

 

Chico Felix Só pode ser "cordialidade" e "parceria".

(Fernando Pêgas - 25-10-2018 23:18)

 

--------------------------------

 

Caro António Calçada, a AREP não serve para defender ninguém...nem se mete nestes assu

(Jose Manuel Lucas Santos - 25-10-2018 22:39)

(peço desculpa), nem se mete nestes nem em outros assuntos.

Estou a falar com conhecimento de causa. Por isso esqueça a AREP.

(Jose Manuel Lucas Santos - 25-10-2018 22:41)

 

 

Jose Manuel Lucas Santos estou plenamente de acordo contigo.

A missão da AREP não é essa.

(Antonio Calçada - 25-10-2018 22:42)

Jose Manuel Lucas Santos mais uma vez estou de acordo.

(Antonio Calçada - 25-10-2018 22:44)

 

--------------------------------

 (copiado da pagina do facebook da Comunidade EDP)

--------------------------------

Sem Título.png

 (Fernando Pêgas - 25-10-2018 15:28)

 

--------------------------------

 

 Todos?

(Cristina Afonso - 25-10-2018 16:14)

 

--------------------------------

 

SIM TODOS.

Há quanto tempo não se lê um comunicado dos sindicatos ?

O ultimo comunicado de alguns sindicatos, foi o relativo à ultima Reunião Plenária. Depois deste evento, será que nada de "anormal" se passou no Grupo EDP, que não requeresse a intervenção sindical ?

 

Por exemplo, está em curso a denominada "OPA chinesa à EDP". Há quanto tempo não é feito um ponto de situação sobre este evento ?!

E, sobre a mudança de denominação da EDP Distribuição ?

E, sobre as Concessões em Baixa Tensão ?

E .... Sobre os "Maus Tratos Sociais" que o Grupo EDP está a brindar todos os trabalhadores, reformados e pensionistas do Grupo EDP ??

 

Perante esta "triste realidade" ...

OS SINDICATOS ANDAM MESMO A "MENTIR" !!!

 (Fernando Pêgas - 25-10-2018 16:38)

 

--------------------------------

 

A propósito Cristina Afonso, 

está em curso a ronda das Reuniões Bilaterais entre a Comissão Negociadora EDP e as varias Comissoes Negociadoras Sindicais, sobre o Protocolo relativo às Melhorias do Anexo VIII (Saúde).

A questão que se coloca é se tem conhecimento de as "posições iniciais" dos vários Sindicatos terem sido debatidas e/ou discutidas previamente com os principais interessados, que são necessariamente, os trabalhadores, reformados e pensionistas do Grupo EDP. Designadamente ...

Depois da "implementação" de Dois Esquemas de Saúde (no ambito do ACT/EDP 2014) "imposta" unilateralmente pela EDP, com o consentimento dos parceiros sindicais (que "outorgaram" aquele Instrumento Regulador de Trabalho).

(Fernando Pêgas - 26-10-2018 11:22)

 

--------------------------------

 

Pois não sei para onde caminhamos.

(Cristina Afonso - 29-10-2018 16:33)

 

--------------------------------

 

Ó Cristina Afonso, depois da "morte" do Contrato Colectivo EDP (no ano de 2014), estamos todos a caminhar em "marcha fúnebre" para o "enterro" da Contratação Colectiva no ambito do Grupo EDP.

(Fernando Pêgas - 29-10-2018 17:37)

 

 Verdade !

(Manuel Luis Medeiros - 29-10-2018 20:51)

 

 

--------------------------------

 (copiado do blog Jornal Online 'efepe' / sindical)

--------------------------------

Anonimo.png

--------------------------------

 (copiado da pagina do facebook da Fernando Pêgas)

--------------------------------

VidaSindical1.png

 Curiosa "reacção" de um Anónimo, no blog Jornal Online 'efepe'/sindical, relativamente à temática "Silenciar é Mentir"

(Fernando Pêgas - 26-10-2018 12:34)

 

--------------------------------

 

As centrais sindicais são orientadas politicamente, também é a minha opinião.

Mas existe sindicalistas no "terreno" honestos e lutadores pelos direitos dos trabalhadores...

não é tudo farinha do mesmo saco.

(Custodio Oliveira - 26-10-2018 12:47)

 

Assino por baixo, amigo Custódio Oliveira.

(Fernando Pêgas - 26-10-2018 12:49)

 

--------------------------------

 

Não, não é a minha opinião,

é a minha convicção.

Sempre tiveram ligações partidárias e agora mais do que nunca.

Alias, será muito dificil haver uma que não se alie a uma filiação partidaria, uma que seja neutra, que seja coerente e que defenda direitos bem como deveres, com honestidade para com os trabalhadores.

Penso que ai sim, o principio social, democratico e laboral, era defendido.

O mesmo não sucede com UGT's e filiados, nem tão pouco com CGTP's e filiados, estas servem só para promoção individual dos seus representantes. Lamentavélmente.

(PC Azevedo - 26-10-2018 13:11)

 

--------------------------------

 

Meu caro PC Azevedo, não discordo de todo com a sua convicção.

No entanto, permita-me não ir pelo caminho das "meias palavras", no que diz respeito ao "paralelismo" e/ou às "ligações" entre a politica e o sindicalismo.

 

Se é do conhecimento geral que,

na política, há "tráfico de influências" e/ou "actos de corrupção", teremos que admitir que no movimento sindical e na actividade associada (entenda-se a Contratação Colectiva) também há "tráfico de influências" e/ou "actos de corrupção"E, em consequência, também haverá "JOGO ESCONDIDO" e "JOGO SUJO".

 

E para que se perceba o que é o "Jogo Escondido" e o "Jogo Sujo", darei dois exemplos.

O melhor exemplo de "Jogo Escondido" entre parceiros patronais e parceiros sindicais, é tudo o que se passou no super processo negocial que originou o actual ACT/EDP 2014, e que nos conduziu a todos nós trabalhadores, reformados e pensionistas do Grupo EDP à enorme Perda de Direitos e Regalias com que estamos a "debater-nos" e ainda não satisfeitos, pretendem continuar com o mesmo "Jogo Escondido" para nos penalizarem ainda mais.

Quanto ao exemplo de "Jogo Sujo", e porque já o senti na pele (como sói dizer-se) direi que há um líder sindical (ainda no activo), que "traficou a sua influência" junto de uma determinada "hierarquia" (que por acaso foi "empurrada" para a situação de reforma), no sentido de nos processos de avaliação de desempenho (em três anos consecutivos) NEGATIVAR determinado associado do seu Sindicato.

E, como este, não se calou e recorreu à via judicial, o mesmo lider sindical "disponibilizou-se" a ser Testemunha do lado da referida hierarquia e da empresa, no sentido de testemunhar contra um trabalhador e associado do seu próprio Sindicato.

 

Concluindo, É ISTO QUE VAMOS TENDO NO UNIVERSO DO GRUPO EDP.

(Fernando Pêgas - 26-10-2018 15:08)

 

 --------------------------------

 

Olha a descoberta! Claro que sempre tiveram ligações partidárias, senão ao tempo nem seria possível avançar com as reformas que se fizeram - e bem.

E daí não vinha nenhum mal ao mundo, se na política, e nos respectivos sindicatos, fosse cumprida a regra fundamental da DEMOCRACIA - A alternância democrática!

Mas o poder, a influência, apos um certo tempo, são um bichinho terrível que contamina qualquer criatura.


O manter certas pessoas amplifica os vícios e maleitas ( para não lhe chamar outra coisa ) de que elas padecem, e mesmo que entre uma pessoa nova em estado puro, em menos de um fogacho fica contaminada., e igual aos que por ali parasitam.

Para terminar concordo que agora esses cargos servem só para promoção individual dos seus titulares - e seus protegidos.

(Antonio Moreno - 26-10-2018 15:49)

 

--------------------------------

 

Meu caro Antonio Moreno, os meus sinceros parabéns pela construção de um "RETRATO FIEL" sobre a actualidade do Movimento Sindical no ambito do Grupo EDP. Em que todos nós, trabalhadores, reformados e pensionistas SOMOS "CULPADOS" E "VÍTIMAS".

 (Fernando Pêgas - 26-10-2018 16:07)

 

--------------------------------

 

XulosSindicalismo.png

 

  (Fernando Pêgas - 26-10-2018 16:58)

 

--------------------------------

 (copiado da pagina do facebook da Comunidade EDP)

--------------------------------

 VidaSindical1.png

 Curiosa "reacção" de um Anónimo, no blog Jornal Online 'efepe'/sindical, relativamente à temática "Silenciar é Mentir"

(Fernando Pêgas - 26-10-2018 12:36)

 

--------------------------------

 

Sabe-se lá o que me custa concordar com esta afirmação.

(Moedas Ribeiro - 26-10-2018 14:23)

 

--------------------------------

 

Concordo. Muitos interesses e jogadas pelo meio...........

(Francisco Capão - 26-10-2018 20:18)

 

--------------------------------

 

Dá que pensar

(Anibal Pinto - 26-10-2018 21:12)

 

--------------------------------

 

Anibal Pinto, dá que pensar, e MUITO.

Há a necessidade imperiosa e urgente de REPENSAR O MOVIMENTO SINDICAL no âmbito do Grupo EDP.

De modo a acabar com a moda actual "de fazer parvos" os trabalhadores, reformados e pensionistas do Grupo EDP.

 (Fernando Pêgas - 29-10-2018 15:18)

 

--------------------------------

 

Poderá ser um caminho a seguir

(Anibal Pinto - 26-10-2018 21:12)

 

--------------------------------

 

Sim Anibal Pinto

o "Repensar" pressupõe as organizações

representativas de trabalhadores "dialogarem" entre si.

Mas, a disponibilidade das mais representativas para dialogarem com as outras menos representativas é quase nula.

Tendo por base as ultimas tentativas realizadas no inicio do presente ano.

(Fernando Pêgas - 29-10-2018 17:30)

 

--------------------------------

 

 Será que a coisa está para se dar?
 
(Cristina Afonso - 31-10-2018 11:27)
 
 
 
Um passarinho me disse que FINALMENTE essa Comissão de trabalhadores chamou os Sindicatos para uma reunião conjunta.
Há muito tempo que alguns sindicatos pequenos pediram e foi sempre recusado porque o sindel e fiequimetal, donos da sabedoria toda não autorizaram.
O que está a mudar?
(Cristina Afonso - 31-10-2018 11:36)
 
 
--------------------------------
 
 
Cristina Afonso o que mudou, decorre da alteração verificada recentemente na composição da Comissão Negociadora do Sinovae. 
Pois parece que,
 
a Comissão de Trabalhadores do Grupo EDP que foi "esvaziada" das competências negociadoras das matérias de natureza social e que, por "magia", passou a ser "telecomandada" pelo Sindel,
 
reune agora todas as condições necessárias para ser a Entidade Promotora de uma Reunião Conjunta entre todos ou "apenas" com alguns Sindicatos.
 
Aguardemos as cenas dos proximos capitulos.
(Fernando Pêgas - 31-10-2018 11:58)
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


1 comentário

De Anónimo a 26.10.2018 às 10:58

A vida sindical faz parte da agenda politica dos partidos, portanto os sindicatos em primeiro lugar defendem interesses partidários onde encaixam depois os interesses dos trabalhadores. Ainda é cedo para darem a conhecer alguma coisa, lá para 2019 iremos ter novidades

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D