Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



10259905_4134183249211_3371109642449680133_n.jpg

SINDEL - A INAUGURAÇÃO DA NOVA SEDE NACIONAL

No passado sábado, dia 03 de Maio de 2014, na Rua Aquiles Monteverde, à esquina com a Rua de Arroios, em Lisboa, ocorreu o evento de inauguração das instalações da NOVA SEDE NACIONAL do Sindel-Sindicato Nacional da Industria e da Energia.



I - HISTORICAMENTE,

Entendo a inauguração da nova sede nacional, como o marco final do "projecto inicial" do Sindel,

Que era consubstanciado na "defesa e representatividade" de todos os trabalhadores, dos sectores de actividade referenciados nos Estatutos, que a ele aderissem livremente. E não, na "representatividade" de somente de alguns (ou sejam, os "incluídos" dos actuais Secretários-Gerais eleitos no XI Congresso).

Entendo, o abandono da sede nacional histórica da Rua da Madalena, como uma "facada de morte" na repercursão do ideal do líder histórico João Pato Ribeiro.



II - ECONOMICAMENTE,

Entendo a nova sede nacional como um "investimento" fora de tempo (ou inoportuno) e, fundamentalmente desajustado, quer com a actual realidade económica do país, quer com a actual realidade do Movimento Sindical em Portugal.

E, tendo em consideração apenas e só a actual realidade económica do Sindel (que a maioria dos associados desconhece, por omissão dos responsáveis sindicais que tem o dever de "prestar contas"), entendo a nova sede nacional um "investimento" com sérias dúvidas de sustentabilidade.



III - FINANCEIRAMENTE,

Entendo que, por via do aumento substancial dos riscos de segurança, perspectiva-se um aumento substancial dos "custos fixos" mensais.



IV - GLOBALMENTE,

Entendo a nova sede nacional como um "negócio" de interesses, mais individuais, do que colectivos.

 

Fernando Pêgas / 08-05-2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D