Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



20697269_L6zMz.png

 

Para hoje (dia 21 de Fevereiro de 2018), e no âmbito do processo negocial de

Revisão da Tabela Salarial e Cláusulas de Expressão Pecuniária, para vigorar entre

01 de Janeiro de 2018 e 31 de Dezembro de 2018, o parceiro patronal (CN EDP)

"convocou" os vários parceiros sindicais (CNS's), para mais uma Reunião Plenária,

à Mesa das Negociações, nas instalações da Sede EDP em Lisboa.

 

Mas, complementarmente, o parceiro patronal (CN EDP) "convidou"

os parceiros sindicais (CNS's), para Reuniões Bilaterais de conversações

(em separado).

 

Razão pela qual, pode eventualmente, ocorrer que numa Reunião Bilateral

tenha sido abordados determinados assuntos, enquanto numa outra

Reunião Bilateral tenha sido abordados assuntos diferentes

  

Vejamos agora, as diversas comunicações e/ou informações dos parceiros sindicais:

 

Sinergia1.png

Asosi.png

Fiequimetal.png

SIEAP.png

Sindel.png

SINOV.21022018.png

 

Está na Hora ...

 

De na "negociação" da Tabela Salarial

também ter em conta

  

os referenciais saídos da

Comissão de Vencimentos do Grupo EDP, 

 

para além dos valores do INE

(inflacção e produtividade) !!

 

 

Sem Título1.png

SaibaQue.png

(Fernando Pêgas - 22-02-2018 00:45)

 

------------------------------------------

(copiado do blog Jornal Online 'efepe' / sindical)

 

 Não é verdade que as comissoes sindicais não aceitem dialogar entre si.

O que é verdade é que naquele cenário

em que a empresa nos chama a negociar não seria correto

manda-los sair para sermos convocados por uma comissão negocial.

 

VAMOS DIZER TODA A VERDADE

A CONFUSÃO NÃO AJUDA AO ESCLARECIMENTO

(Anónimo - 22-02-2018 10:29)

 

------------------------------------------

  (copiado da pagina do facebook da Comunidade EDP)

 

 Quanto mais divididos

mais feliz fica a administracao.

(Carlos Ferreira - 22-02-2018 17:53)

 

------------------------------------------

 

Também acho!

A dizer mal uns dos outros não vão a lado nenhum.

Quem saí prejudicado é os trabalhadores.

(Maria do Céu Serafim - 22-02-2018 17:58)

 

 ------------------------------------------

 

O problema já não é o prejuizo.

É o "medo" que está instalado.

Há muito "bullyng" encapotado.

Parece que o "medo" e o "desrespeito"

(pelos Direitos Humanos)

passou a ser normal.

(Comunidade edp - 22-02-2018 21:12)

 

------------------------------------------

 

 (copiado de correio electronico)

 

Pegas, já está 1 décima acima

do que tinha ficado internalizado nas contas.

(21-02-2018 22:09)

 

 ------------------------------------------

 

Paulo, nada disso, está muito mais grave.

Porque ontem, à Mesa das Negociações simplesmente

aconteceu “palhaçada” divisionista e/ou “caciquismo” puro.

Ou melhor,  por iniciativa de um sindicato independente,

foi proposta uma interrupção, no sentido e em busca

de uma posição consensual entre os sindicatos.

Tendo inclusivamente, a CN/EDP se retirado, por concordância.

Sabes o que aconteceu ?

 

Simplesmente a CGTP (Fiequimetal) e a UGT (Sindel) recusaram,

para não se “subalternizarem” aos sindicatos independentes.

Uma verdadeira VERGONHA.

 

As conversações (e não as negociações) terminaram ontem.

E, no próximo dia 7 de Março, o que vai acontecer,

é a “imposição” de um Acto de Gestão de 1,1 %.

 

Concluindo, o Movimento Sindical no Grupo EDP,

entrou definitivamente no “Corredor da Morte”.

Abraço

  (Fernando Pêgas - 22-02-2018 11:20)

 

 ------------------------------------------

 

OK, percebo.

 Mas há sindicatos a referir 0,6% nos seus comunicados

enquanto tu referes 1,1%. Porquê esta diferença?

(22-02-2018 11:24)

 

 ------------------------------------------

 

Meu caro,

As informações diferentes de cada parceiro sindical,

tem a haver com a situação de as Reuniões Plenárias

(Mesa com todos os parceiros)

terem vindo a ser transformadas num conjunto de Reuniões Bilateriais

(Mesa com “apenas” dois parceiros: patronal e sindical).

Razão pela qual, o que é verdade numa Reunião Bilateral,

pode ser mentira numa outra Reunião Bilateral.

 

Na Reunião Bilateral entre a CN/EDP e a CNS/Sinovae,

e porque mantivemos o propósito de trazer para a Mesa

os referenciais saídos da Comissão de Vencimentos da EDP,

para além dos valores referenciais fornecidos pelo INE

(sobre inflação e produtividade)

a CN/EDP contrapropôs para fecho  1,1 %

ou em alternativa um Acto de Gestão no mesmo valor.

 

A todos os parceiros sindicais a empresa

apresentou o “cenário de fecho” de 1,1 %.

 

O SINOVAE achou por bem não ignorar este número.

Enquanto, no que se lê nos comunicados dos outros parceiros sindicais,

estes acharam por bem “ignorar” a apresentação

por parte da empresa daquele número.

 

Quais os propósitos ??? … Não sei te responder.

Abraço

(Fernando Pêgas - 22-02-2018 13:08)

 

------------------------------------------

 

Face à enorme quantidade de “dúvidas” apresentadas,

decorrente da diferenciação de valores comunicados

e/ou informados por outros parceiros sindicais,

o SINOVAE sentiu a necessidade

de emitir um novo comunicado

 

Sinovae1.png

------------------------------------------

(copiado de correio electronico)

 

Obrigado pelo esclarecimento.

 Cumprimentos.

(Manuel Correia - 22-02-2018 15:15)

 

 ------------------------------------------

 

Boa tarde Manuel Correia,

Tivemos a necessidade de fazer este esclarecimento,

face à enorme quantidade de “dúvidas” apresentadas,

decorrente da diferenciação de valores comunicados

e/ou informados por outros parceiros sindicais.

Saudações sinovaes,

(Fernando Pêgas - 22-02-2018 15:35)

 

------------------------------------------

 (copiado de correio electronico)

 

Pegas

Outros sindicatos dizem que 0,6,

e tu vendes por 1,1%

Como é???

(Adelino Silva -  22-02-2018 15:28)

 

 ------------------------------------------

 

Meu caro Adelino Silva,

As informações diferentes de cada parceiro sindical,

tem a haver com a situação de as Reuniões Plenárias

(Mesa com todos os parceiros)

terem vindo a ser transformadas num conjunto de Reuniões Bilateriais

(Mesa com “apenas” dois parceiros: patronal e sindical).

Razão pela qual, o que é verdade numa Reunião Bilateral,

pode ser mentira numa outra Reunião Bilateral.

 

Na Reunião Bilateral entre a CN/EDP e a CNS/Sinovae,

e porque mantivemos o propósito de trazer para a Mesa

os referenciais saídos da Comissão de Vencimentos da EDP,

para além dos valores referenciais fornecidos pelo INE

(sobre inflação e produtividade)

a CN/EDP contrapropôs para fecho  1,1 %

ou em alternativa um Acto de Gestão no mesmo valor.

 

A todos os parceiros sindicais a empresa

apresentou o “cenário de fecho” de 1,1 %.

 

O SINOVAE achou por bem não ignorar este número.

Enquanto, no que se lê nos comunicados dos outros parceiros sindicais,

estes acharam por bem “ignorar”

a apresentação por parte da empresa daquele número.

 

Quais os propósitos ??? … Não sei te responder.

 

E, complementarmente, e para que possas "discutir"

com seriedade e verdade com quem quiseres

(mesmo de outros parceiros sindicais),

acrescento que actualmente os números que estão

a serem trabalhados são os seguintes:

 

- Valor orçamentado pelo EDP ..................................... = 1,5 %

- Valor da Inflacção ...................................................... = 1,4 %

- Valor "pretendido" pela EDP para fecho .................... = 1,1%

 

- Valor "apresentado" pela EDP como contraproposta = 0,6 %

 

Mais claro, transparente e objectivo não posso ser.

 Abraço

(Fernando Pêgas - 22-02-2018 15:55)

 

------------------------------------------

 (copiado da pagina do facebook do grupo fechado EDP)

 

Sendo assim, isto está como há-de ir!

Cada Sindicato diz o que lhe apetece,

verdade ou não, isso é o que menos interessa.

No entanto os sindicalizados cumprem com a obrigação

de continuarem a pagar as quotas e sabe-se lá para quê!!!!

(Joaquim Guimarães - 22-02-2018 19:43)

 

Pois é ...

Esta é a actualidade real,

no Movimento Sindical no ambito do Grupo EDP.

TODOS NÓS SOMOS CULPADOS !!!

Ninguém pode ficar isento de culpas.

E, quanto mais tempo de se "deixar andar", pior.

É necessário e urgente um "FOGO À PEÇA" !!

(Fernando Pêgas - 22-02-2018 21:52)

 

------------------------------------------

 (copiado do blog Jornal Online 'efepe' / sindical)

 

Afinal em que ficamos? 0,6 ou 1,1?

Sou filiado no Sindel, há 30 anos, sempre pensei

que era sindicato que melhor nos defendia,

mas se não chegar aos 2%,

desligo-me definitivamente, de qualquer sindicato.

Sempre tenho um aumento de 16 €, que é o que agora pago. ...

(António Canário - 23-02-2018 00:26

 

 ------------------------------------------

 (copiado da pagina do facebook da Comunidade EDP)

Jose Mendes1.png

Jose Mendes.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:26


2 comentários

De Anónimo a 22.02.2018 às 10:29

Não é verdade que as comissoes sindicais não aceitem dialogar entre si. O que é verdade é que naquele cenário em que a empresa nos chama a negociar não seria correto manda-los sair para sermos convocados por uma comissão negocial. VAMOS DIZER TODA A VERDADE A CONFUSÃO NÃO AJUDA AO ESCLARECIMENTO

De Antonio Canario a 23.02.2018 às 00:26

Afinal em que ficamos?0,6 ou 1,1?Sou filiado no Sindel,há 30 anos,sempre pensei que era sindicato que melhor nos defendia,mas se não chegar aos 2%,desligo-me definitivamente,de qualquer sindicato.Sempre tenho um aumento de 16 €,que é o que agora pago.Com a idade que tenho 65 anos,já chega de enxer os bolsos a "sindicatos".

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D