Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fcp.png

 

 Para ontem, dia 16 de Abril de 2018,

foi agendada a ultima Reunião Plenária, 

no âmbito do ACT/EDP 2014,

relativamente ao Pacote Negocial

composto pelas matérias 

do Subsidio de Estudo para Descendentes

e dos Campos e Colónias de Férias EDP.

 

 

Quando se previa um "encerramento calmo" de um processo negocial iniciado no ano de 2016, por iniciativa e proposta apresentada pela Comissão Negociadora do Sinovae (um sindicato independente), eis que o "caldo se entornou", por efeito da NÃO ASSINATURA do Protocolo relativo à matéria do Subsidio de Estudo para Descendentes, por parte da Comissão Negociadora do SIEAP (outro sindicato independente).

 

Importa referir que aqueles Sindicatos Independentes (o Sinovae e o SIEAP) são parceiros sindicais muito recentes, que necessariamente surgiram por "cisão" de outros sindicatos e, fundamentalmente, por efeito das inúmeras "Perdas" de Direitos e Regalias Sociais consubstanciadas na nova "versão de 2014" do Acordo Colectivo de Trabalho do Grupo EDP (ACT/EDP), com os objectivos claros de tentarem "estagnar" e se possivel "inverter" a referida perda de direitos e regalias sociais de todos os trabalhadores, pensionistas e reformados da EDP.

 

O Sinovae e o SIEAP constituem o grupo de parceiros sindicais subscritores daquele ACT/EDP 2014 "por adesão".

 

Quero daqui "aplaudir" a ENORME COERÊNCIA da Comissão Negociadora do Grupo EDP, em bloquear um processo negocial, em virtude de haver um parceiro sindical que não assinou um Acordo Final. 

 

Recorde-se que,

 

um episódio de "Não Assinatura de um Acordo Final", sobre a mesma matéria do Subsidio de Estudo para Descendentes, já tinha acontecido no ano de 2016, quando a Comissão Negociadora do Sindel "abandonou" a Mesa das Negociações, comprometendo assim todo um Acordo de Principio estabelecido com os restantes parceiros sindicais.

 

Temos pena !!!

Mas,

 

a Democracia Politico-Sindical tem que funcionar

para TODOS (e não "apenas" para alguns).

 

 

Vejamos agora, como é que os parceiros sindicais reagiram ...

 

1. O primeiro parceiro sindical a reagir foi o Sinovae, através de comunicado:

Sinovae2.png

 

2. Enquanto o Sindel "optou" por reagir primeiramente, através de uma informação produzida na sua Página Oficial do Facebook ...

 

Prepotencia.png

 

3. No dia seguinte, o Sindel reagiria por comunicado:

 

Sindel17052018.1.png

Sindel17052018.2.png

 

 4. O parceiro sindical da Fiequimetal também reagiu por comunicado:

 

 

Fiequimetal.3.png

Fiequimetal.3a.png

 5. O parceiro sindical do SIEAP, passada quase uma semana, reagiu por comunicado assim:

 

SIEAP.png

 

Reacçoes.png

 

(copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

 

 PORQUE HOJE ...

pode ser o ultimo dia de "negociação" do Pacote Negocial das matérias

do Subsidio de Estudo para Descendentes e dos Campos e Colónias de Férias EDP

TenhoDizerIsto.png

 (Fernando Pêgas - 16-05-2018 15:09)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

(copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

 

Quanto à "negociação" do Subsidio de Estudo para Descendentes ...

SegundaVez.png

 (Fernando Pêgas - 16-05-2018 17:52)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

(copiado da pagina do facebook do Sindel)

Prepotencia.png

 (Sindel - 16-05-2018 20:54)

 

Sendo o sindel o sindicato mais representativo dos trabalhadores da edp

nunca devia deixar chegar a EDP de abulir as regalias dos trabalhadores,

isto foi tudo Boa gente conviviam pacifacamente com a administração

fazendo tudo e mais alguma coisa para ficarem bem na fotográfica

e o resultado é este:
Saúde...piora todos os dias 
Eletricidade: 50% para impostos
Subsidio estudo é o que se vê enfim 
É necessário união entre sindicatos.

(Artur Fernando Araujo Vilaça - 16-05-2018 22:15)

 

------------------------------------------------------------

 

Pelo caminho que tudo isto está a levar,

com a prepotência do CA da EDP,

falta agora que venham os Chineses,

que no seu país usam os trabalhadores com escravos,

para completar o retrato.

Os Sindicatos e a Comissão de Trabalhadores estão enredados

numa teia da qual parece nunca mais sairão.

E falam de dialogo social.

Mas qual diálogo, aquele que agrada à EDP?


É tempo de romper esse pseudo diálogo

e mostrar a força dos trabalhadores da EDP.

O presidente do CA anda por aí todo sorrisos

porque as coisas correr em bem para o bolso dele.

E as estruturas vão continuar caladas?'

É que isto já não vai com ameaças!

(Manuel Ferreira - 17-05-2018 10:05)

 

------------------------------------------------------------

 

(copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

Prepotencia.png

 

A "MANIA DA GRANDEZA" exibida pela Frente Energia da CGTP

e pela Frente Sindical da UGT para com "alguns" Sindicatos Independentes,

"CAÍU HOJE"

 

com o Bloqueio do Pacote Negocial que está em cima da Mesa das Negociações,

através da NÃO ASSINATURA do Protocolo relativo ao Subsidio de Estudo para Descendentes,

pelo ultimo Sindicato Independente a "subscrever" o ACT/EDP 2014, por Adesão.

 

O "bloqueio" de hoje por iniciativa de um Sindicato Independente

(e apenas com dois anos de existencia) 

tem toda a LEGITIMIDADE como teve o Sindel, em 2016,

quando bloqueou o mesmo processo negocial do Subsidio de Estudo para Descendentes.

 

HÁ UM ESPÍRITO DE "COMPETIÇÃO" ...

implementado em 2016, por todos os parceiros sindicais "outorgantes"

do ACT/EDP 2014 em relação aos parceiros sindicais "subscritores por Adesão"

do mesmo Instrumento de Regulamentação de Trabalho,

 

E, CONSEQUENTEMENTE,

UMA ENORME "FALTA DE RESPEITO" ENTRE PARCEIROS SINDICAIS ...

 

Que está a ser "aproveitada" pela EDP, em nítido prejuízo,

para todos os trabalhadores, reformados e pensionistas.

 

TODOS SÃO CULPADOS,

MAS A "ARROGÂNCIA" EXIBIDA PELO SINDEL ESTÁ A IR LONGE DE MAIS.

(Fernando Pêgas - 16-05-2018 22:32)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

 (copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

 

Ontem, na sua pagina oficial do facebook,

o Sindel (porventura na qualidade de líder da Frente Sindical UGT

à Mesa das Negociações do Grupo EDP) produziu a informação abaixo,

InformaçãoSindel.png 

como que "capitaneando" uma FRENTE DE CONFLITO com a EDP,

sem préviamente DIALOGAR COM TODOS os parceiros sindicais.

 

Diga-se, que esta habitual "prática" de Diálogo Social

(de iniciativa quase sempre do Sindel)

É "MUITO DOENTIA" !!!

 

Que beneficia qualquer "Estratégia Empresarial",

em contra ponto com um nítido prejuízo para todos

os trabalhadores, reformados e pensionistas do Grupo EDP.

(Fernando Pêgas - 17-05-2018 12:27)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

 (copiado da pagina do facebook de Amigos EDP Setubal)

Obrigado,SIEAP1.png

BRAVO, PELA CORAGEM !!

(Miranda Rosa -  17-05-2018 18:01)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

 (copiado da pagina do facebook de Amigos EDP Setubal)

Obrigado,SIEAP2.png

(Miranda Rosa -  17-05-2018 23:01)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

  (copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

Globalmente.png

 

GLOBALMENTE ...

O comunicado do Sindel vem "CONFIRMAR" E "POR A NU"

aspectos relevantes sobre a actualidade do Movimento Sindical do Grupo EDP.

 

Por exemplo,

O Comunicado do Sindel evidencia a enorme "FALTA DE ÉTICA"

associada a uma enorme "FALTA DE RESPEITO"

que o Sindel demonstra para com os restantes parceiros sindicais em geral.

 

O Comunicado do Sindel também evidencia um

espírito de "COMPETIÇÃO"

associado a um certo espírito de "GUERRILHA SINDICAL",

implementado no ano de 2016, por iniciativa do proprio Sindel.

 

Naturalmente,

todos estes aspectos sobre a actualidade do Movimento Sindical do Grupo EDP,

que tem vindo sendo "habilmente" aproveitados pelo Conselho de Administração Executiva da EDP,

e que apenas "fragiliza" ainda mais a defesa dos verdadeiros interesses dos trabalhadores,

reformados e pensionistas do Grupo EDP.

 

SENHORES NEGOCIADORES DO SINDEL, 
TENHAM "VERGONHA" !!! ...

 

DE TODAS AS PERDAS DE DIREITOS E REGALIAS SOCIAIS

QUE, POR NEGLIGENCIA,

TÊEM PROVOCADO A TODOS OS BENEFICIÁRIOS DO ACT/EDP !!!

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 11:47)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Mas afinal qual o sindicato

que não assinou o acordo do subsídio de estudo?

(João Frazão -  18-05-2018 12:14)

 

 

 Meu caro João Frazão, a Comissão Negociadora

 que se OPÔS à Assinatura de um Protocolo

relativo ao Subsidio de Estudo para Descendentes,

foi a do SIEAP (um dos Sindicatos Independentes

com assento à Mesa de Negociações, no ambito do ACT/EDP 2014).

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 13:11)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Expliquem por favor

o motivo pelo o qual esse sindicato não assinou.

Os outros estavam todos de acordo?

(Maria Ceu Serafim -  18-05-2018 13:15)

 

 

Amiga Maria Do Ceu Serafim, na minha perspectiva pessoal

(e não na perspectiva do parceiro sindical a que pertenço),

direi que AINDA BEM que não se concretizou o Acordo de Principio

estabelecido com todos os parceiros sindicais (à excepção do SIEAP).

 

Designadamente, por o referido Acordo

não contemplar os "descendentes" dos ex-Contratos Individuais

(vulgarmente conhecidos pelos do Plano Flex EDP)

que foram integrados no "novo" Contrato Colectivo

(entenda-se o ACT/EDP 2014),

com a concordância de todos

(parceiros patronais e parpeiros sindicais).

 

A partir da sua integração em 2014,

quer se goste, quer não se goste,

quer se queira, quer não se queira,

TODAS AS MATÉRIAS "NEGOCIÁVEIS"

no ambito do ACT/EDP 2014,

  

terão que ter em consideração

todo o universo de beneficiários

(entenda-se o universo de beneficiários oriundos do ex-Contrato Colectivo

+ o universo de beneficiários oriundos de ex-Contratos Individuais)

e não "apenas" universos de beneficiarios parciais.

 

Nesta perspectiva,

os parceiros patronais e os parceiros sindicais

SOMENTE

se preocuparam com os trabalhadores que auferissem

valores remuneratorios superiosres a 6 IAS.

 

Concluindo, a minha opinião pessoal,

é da integração de TODOS, e não "apenas" de alguns.

Disse.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 13:34)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Mas que porra de democracia é esta

que um sindicato chumba um acordo?

(João Frazão - 18-05-2018 13:36)

 

 

Caro João Frazão, infelizmente, NÃO É A PRIMEIRA VEZ.

E, a manter-se o mesmo "modelo de negociação" actualmente em vigor,

com toda a certeza, NÃO SERÁ A ULTIMA VEZ.

Digo eu, é claro.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 14:36)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Por mim está tudo dito, chega de alimentar sindicatos.

Apelo aqui a todos a se dessindicalizar

para provocar alguma mudança neste setor.

(João Frazão - 18-05-2018 13:43)

 

 

Meu caro João Frazão, também não é

através de processos de "DESSINDICALIZAÇÃO"

que se resolve a situação presente.

 

Sou de opinião que, os poucos "sindicalizados"

(de uma forma em geral),

PRESSIONEM as suas Direcções Sindicais

no sentido da realização de uma CIMEIRA SINDICAL,

onde se "parta a pedra que houver para partir"

e no final se estabeleçam as "pontes" necessárias,

no sentido da construção de uma

ESTRATÉGIA SINDICAL COMUM,

capaz de melhor defender os legitimos interesses de TODOS

(onde se inclui trabalhadores, reformados e pensionistas

do Grupo EDP e os seus respectivos agregados familiares).

 

Sem essa "Cimeira Sindical"

é mantermos uma PAZ SOCIAL "PÔDRE"

que, mais tarde ou mais cedo, poderá "descambar"

em actos de violência física.

Cenário que todos devem evitar, necessariamente.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 14:46)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Então para que preciso de sindicato?

(João Frazão - 18-05-2018 14:57)

 

 

Obviamnete, para defender "colectivamente"

os interesses dos trabalhadores

e para te proteger "individualmente"

do incumprimento das regras estabelecidas

no ACT/EDP e noutros Regulamentos Internos.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 15:02)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Para mim chega é perder umas atrás de outras,

guerras pessoais nos sindicatos

que nos levam para o buraco.

(João Frazão - 18-05-2018 14:54)

 

 

Terei de estar de acordo

com esse pensamento do João Frazão.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 15:03)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

É tudo farinha do mesmo saco.

(Fernando Rosa  -  18-05-2018 15:30)

 

 

Amigo Fernando Rosa, diria "QUASE TUDO"

(porque há "honrosas" excepções).

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 16:43)

 

--------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------

 

Desilusão completa,

quando os "nossos" não nos protegem!

(João Frazão - 18-05-2018 15:51)

 

 

Compreendo e entendo

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 16:45)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

  

 (copiado da pagina do facebook de Malta da EDP)

SIEAP0.png

 

Agora não recebemos nada é melhor?

É democracia um sindicato chumbar uma votação em que está em minoria?

(Joao Frazão -  18-05-2018 13:34)

 

--------------------------------------------------------

 

Não João,

nenhum sindicato chumbou coisa nenhuma.

A EDP PODE POR MUITO POUCO

melhorar a sua proposta respeitando o EUP

e discriminando positivamente os filhos dos trabalhadores

afastados dos grandes centros.

Não se pode tratar de forma igual

o que é RECONHECIDAMENTE diferente.

Nada mais do que isso.

(Egidioo Fernandes -  18-05-2018 14:32)

 

--------------------------------------------------------

 

Entretanto quem mora longe como é o meu caso

não recebe nada que é bem melhor.

(Joao Frazão -  18-05-2018 14:34)

 

--------------------------------------------------------

 

João Frazão mas deverás receber essa diferença positiva.

Por pouco a edp não considera essas importantes diferenças.

As pressões para acordar seja o que for

funcionam sempre em desfavor dos mais fracos.

(Egidioo Fernandes -  18-05-2018 14:58)

 

--------------------------------------------------------

 

Há dois anos que nada recebo

graças à politica solidária da EDP e dos sindicatos.

(Joao Frazão -  18-05-2018 15:01)

 

--------------------------------------------------------

 

Pois, há dois anos que houve outro acordo não aplicado.

Agora este está de facto um pouco melhor

mas falta algo muito importante, PARA TODos.

Agora questiono eu:

Quem subscreveu o acordo há 2 anos,

se tivesse sido aplicado qual era o lucro?

(Egidioo Fernandes -  18-05-2018 18:55)

 

--------------------------------------------------------

 

Sempre melhor do que zero

(Joao Frazão -  18-05-2018 15:29)

 

--------------------------------------------------------

 

João Frazão poisx...

(Egidioo Fernandes -  18-05-2018 15:31)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

   (copiado da pagina do facebook de Fernando Pêgas)

 Hipocritamente.png

NESTE PARTICULAR ...

Quer a Frente de Energia da CGTP, quer a Frente Sindical da UGT,

estão "coligadas" na defesa da mesma "DUALIDADE DE CRITERIOS"

defendida pela Comissão Negociadora do Sindel.

(Fernando Pêgas -  18-05-2018 17:44)

 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D